Blogroll

               

04 janeiro 2016

Quando a torcida faz a diferença - La Gloriosa Butteler (San Lorenzo)

La Gloriosa Butteler e seus "trapos"
"Eu gostaria de um dia poder jogar pelo San Lorenzo, só pelos cantos de sua torcida", essa frase dita por ninguém menos que Diego Maradona resume bem o que é La Gloriosa Butteler, a tradicional torcida organizada do "matador". 

O San Lorenzo faz parte dos 5 grandes clubes da Argentina: Boca, River, Independiente, Racing e por último os "Cuervos", os "Azulgrana" ainda ostentam a terceira maior torcida dentro da grande Buenos Aires e disputam com o Racing de Avellaneda o título de quarta maior no país.

O clube foi fundado no bairro de Almagro em 1908, na década seguinte foram para o bairro de Boedo, tradicional local de Buenos Aires, reconhecido por seu forte movimento cultural que abrange desde o Tango, passando por várias praças com diversos artistas, até chegar no carnaval. É essa mistura de sentimentos que os hinchas levam pras arquibancadas do tradicional estádio Pedro Bidegain, ou simplesmente, Nuevo Gasometro. 

As músicas entoadas nas arquibancadas do simpático estádio do clube são reconhecidamente bem boladas e de uma criatividade ímpar. Diante de tantas canções que agitam o estádio não foi fácil escolher apenas três pra representar o amor da torcida pelo clube, o resultado você acompanha agora.

A primeira música é uma das principais da torcida: "Cuervo mi buen amigo". A música é cantada sempre nos recebimientos da equipe. O tema foi inspirado numa campanha publicitária feita pela polícia em 1981 e que pedia para as pessoas não abandonarem seus cachorros quando fossem tirar férias de verão. A torcida aproveitou esse jingle e fez sua versão, que hoje é cantada por outras hinchadas.


Cuervo mi buen amigo,
esta campaña volveremos a estar contigo,
te alentaremos de corazón,
esta es tu hinchada que te quiere ver campeón.

No me importa lo que digan,
lo que digan los demás
yo te sigo a todas partes cada vez te quiero más.





A segunda música que nós trazemos é recheada de história, no começo dos anos 80 o San Lorenzo foi rebaixado no campeonato argentino, ainda nesse mesmo período o clube teve seu estádio literalmente tomado pela ditadura militar, o "viejo gasometro", que em seguida foi vendido para o grupo Carrefour. A torcida não perdeu a oportunidade de demonstrar mais uma vez todo seu amor pelo clube e fez o hit "Todavia Cantamos", inspirada na versão original de Victor Heredia que também fala do período da ditadura militar vivida pelo país na época.

Nos fuimos al descenso 
nos vendieron la cancha 
lo que nunca pudieron 
fue parar esta hinchada 
que se hizo GLORIOSA 
en las buena' y las malas 
la que lleva en la sangre 
la pasión azulgrana 
la pasión azulgrana.....




Pra encerrar trazemos uma música que demonstra o quanto a torcida não esqueceu suas raízes. A canção "Vengo del barrio de Boedo" foi inspirada em Bad Moon Rising de uma das bandas clássicas do rock mundial, Creedence Clearwater Revival, uma baladinha que depois de "ritimizada" para uma versão mais "carnavalesca" expõe de forma muito bonita a ligação bairro/torcida/clube tão presente e viva na cultura das equipes argentinas.


Vengo del barrio de boedo
barrio de murga y carnaval
te juro que en los malos momentos,
siempre te voy a acompañar…
dale dale matador
dale dale matador
dale dale dale dale matador.






Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

c