Blogroll

               

10 janeiro 2016

Wendell Lira, o gol que mudou uma carreira

Wendell vai defender o Vila Nova em 2016

Wendell Lira é um andarilho da bola daqueles que sempre foram "eternas promessas". O atacante sempre foi considerado uma joia da base do Goiás. Constantemente convocado para as seleções de base era contemporâneo de Alexandre Pato com a  camisa canarinha.
Depois de se tornar profissional e não vingar com a camisa esmeraldina, o atleta começou a rodar por esse Brasil imenso até voltar ao estado que o revelou e mudar sua vida. No Serra Dourada, estádio que foi criado, Wendell marcou um golaço que mudaria (e mudou) sua carreira. O Goianésia surpreendia o Atlético/GO e vencia fora de casa o duelo válido pelo Campeonato Goiano.


                             Gol que tirou Wendell Lira do anonimato.



Wendell Lira conversou com a equipe do Arena 303 e falou sobre a sua carreira




Honorato: No início da sua carreira, você era considerado uma joia da base do Goiás chegando a Seleção Brasileira. Era contemporâneo de Alexandre Pato e outros craques, o que não engrenou no início da sua trajetória como profissional ?



Wendell e Alexandre Pato pela Seleção em 2006.

Wendell: O Goiás sempre me deu toda assistência, mas eu tive muitas lesões que me atrapalharam na transição do juvenil para o profissional. Infelizmente não tive a oportunidade de mostrar meu potencial, entretanto Deus foi muito bom comigo e me deu mais essa chance.

Honorato:  Depois da passagem pelo esmeraldino, você foi um andarilho da bola. Qual o aprendizado dessas passagens sem sucesso ?

Wendell: Eu rodei muito em busca de oportunidades, mas não tive sequência em quase nenhum clube. O Goianésia que abriu as portas para mim e eu fiz uma boa dupla com o Nonato.


Honorato:  Um dos maiores clubes que você atuou foi o Fortaleza, mas sua passagem não durou muito tempo. O que aconteceu ?

O atacante sendo apresentado no Fortaleza.

Wendell: Tive o prazer de jogar no Fortaleza e só tenho a agradecer pela oportunidade de vestir a camisa do Leão do Pici! Quando eu cheguei, o time já estava montado para a disputa da Série C e não tive muitas oportunidades, mas guardo com carinho a minha passagem pelo Fortaleza e um dia eu espero voltar lá. É uma torcida maravilhosa!




Honorato: O assédio em cima de você foi muito grande. O Brasil se solidarizou com a campanha, mas algum jogador te deu os parabéns ?



Wendell: O assédio foi muito legal. Eu sou tímido, mas ter o respeito dos torcedores é muito bom. Dos jogadores quem me ligou foi o Rafael Moura, que é meu amigo, e o Alexandre Pato comentou minha foto no Instagram.

Honorato:  Você esperava a indicação para o Prêmio Puskas e qual a importância de estar entre os finalistas ? É um recomeço ?

Wendell concorrerá com Florenzi e Messi pelo prêmio

Wendell: Com certeza tem um peso muito grande! Tudo mudou na minha vida, mas a pressão aumenta ainda mais. Se Deus quiser vou suportar isso e mostrar meu futebol. Tenho certeza que essas portas não foram abertas por acaso. O Vila Nova é a maior oportunidade da minha vida.



Honorato: Esse foi o gol mais bonito da sua carreira ?



Wendell: Teve um contra o Vasco que foi muito bonito, mas esse é mais e muito importante.

Honorato: Você vai encontrar Messi, Cristiano Ronaldo, Neymar e vários outros craques, vai tietar e tudo mais ?

Wendell: Claro! Vou tietar todo mundo, pois é uma oportunidade única. CR7, Messi e Neymar vai ser um sonho conhecer todos eles.


Honorato:  Para encerrar, o que você espera de 2016 e qual a promessa para os torcedores vilanovenses ?

Wendell: Se Deus quiser em 2016 vai ser um ano de vitórias na minha vida! Espero fazer ótimos jogos pelo Vila Nova e mostrar que tenho qualidade para ser titular. Quero ser campeão goiano e levar o Tigre para a Série A. 


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

c