Blogroll

               

13 fevereiro 2016

Clássico com cara de decisão


Juventus e Napoli entram em campo nesse sábado (13), no Juventus Stadium, em Turim, pela 25ª rodada do Campeonato Italiano, valendo a liderança da competição. Apenas dois pontos separam os times na classificação do certame. O desfecho dessa partida pode aumentar a vantagem dos azzuri ou conduzir a vechia signora pela primeira vez ao topo da tabela.

Os napolitanos seguem embalados no campeonato, já são cinco vitórias seguidas, e apenas duas derrotas em vinte e quatro jogos, o técnico Maurizio Sarri - recém chegado do Empoli - conseguiu dar um cara mais agressiva a equipe sulista, bem diferente de seu antecessor, Rafa Benítez, e tornou o time numa máquina de balançar as redes adversárias, 53 gols em 24 jogos, uma média superior a dois gols por partida e o melhor ataque da Série A. 

Se o Napoli vem de uma sequência de cinco triunfos, a Juve não fica pra trás, são inacreditáveis 13 vitórias seguidas, o último revés da equipe nortenha, foi na 10ª rodada, derrota por 1 a 0 diante do Sassuolo. Depois de um começo de competição muito ruim, o técnico Massimo Allegri conseguiu remontar os atuais tetracampeões italianos, e fez valer o alto valor financeiro da equipe. 

Trunfos de cada lado

Em todo time existem os coadjuvantes, aqueles que no futebol são denominados de "carregadores de piano", Juventus e Napoli tem nomes de sobra pra isso, mas alguns levam maior destaque.

Lorenzo Insigne vem notadamente num crescimento em 2016, além de fazer 11 gols e se tornar um dos artilheiros do time, ainda vem se destacando com assistências pra gols, já foram seis em 23 jogos.

Depois de uma fraca passagem pelo Chelsea, Juan Cuadrado vem achando seu bom futebol pelo time de Turim - já são 3 gols e 7 assistências na competição - seus arranques pela faixa direita sempre rendem boas jogadas ofensivas para os alvinegros. 

Argentinos em destaque

Os argentinos são um capítulo à parte nessa partida. Se Maradona já brilhou com a camisa do Napoli e Tevez com a da Juventus, hoje cabe a Higuaín e Dybala o protagonismo no confronto. O centroavante napolitano vive sua melhor fase desde que chegou em Nápoles. 24 gols em 24 partidas, a média de um gol por jogo rende a "Pipita" a liderança entre os artilheiros da Europa, ficando à frente inclusive de Messi e Cristiano Ronaldo. Se mantiver o fôlego e os gols, ele ficará cada dia mais próximo de ser campeão italiano, coisa que não acontece desde a temporada 89/90, feito conquistado por Maradona, Careca e cia.

Mas do outro lado existe outro hermano MUITO bom de bola, Paulo Dybala é rápido, forte, habilidoso e matador, características capaz de assustar qualquer zaga pelo mundo. O jovem atacante argentino já é alçado ao posto de sucessor de Messi na seleção portenha. Pela Juventus, Dybala já tem números mais expressivos que o de seu compatriota, Tevez. Já foram 13 gols e 6 assitências, além lances brilhantes ao longo das partidas.

Primeiro confronto

Na partida de ida deu Napoli, 2 a 1 pra cima da Juventus com gols de Insigne e Higuain, Lemina descontou para a vechia signora, veja os melhores momentos da partida.



Rivais fora de campo



A disputa entre os clubes é tão acirrada nos bastidores, quanto nas quatro linhas, isso porque historicamente existe uma discriminação territorial por parte dos do "nortistas" - lado da Juventus, em relação ao "sulistas"- lado do Napoli. Essa rixa é extensa demais e ao longo da história conta com capítulos tristes, que nem valem a pena serem citados aqui. 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

c