Blogroll

               

06 abril 2016

PSG x Manchester City o duelo dos novos ricos europeus

                                                                                                             Ibrahimovic e Aguero são as esperanças de gol de lado a lado

Paris Saint-Germain e Manchester City começam nesta quarta (06) a tão sonhada vaga para as semifinais da maior competição européia entre clubes. Os dois clubes têm mais em comum do que o simples fato de serem novos milionários. Ambos, praticamente, só têm a Liga dos Campeões para se preocupar. Os franceses porque já conquistaram o campeonato nacional. Os ingleses porque já estão fora da briga na Premier League.

Por isso, o duelo tem potencial para mostrar muito equilíbrio e dedicação, com a intensidade típica dos jogos europeus. O jogo de ida será no Parque dos Príncipes, onde o PSG costuma se impor, com a qualidade de Ibrahimovic, a raça de Cavani e a técnica de Dí Maria. Mesmo assim, o Manchester City tem o retorno do bom meio campista De Bruyne, ausente durante algumas rodadas do campeonato inglês, a grande capacidade técnica de David Silva e o faro de gol de Kun Aguero como armas para superar os donos da casa e tentar levar alguma vantagem para decidir na Inglaterra.

Volta às semi finais e vaga inédita

Depois de ser eliminado nas quartas de final nas últimas três campanhas, o PSG sonha em voltar às semifinais depois de 21 anos. A última vez foi na temporada 1994/95, quando o clube francês foi eliminado pelo Milan, que depois perderia a decisão para o Ajax.

Já os ingleses nunca conseguiram tal façanha, suas melhores campanhas sempre foram até às quarta de final da competição, por isso essa atual formação do técnico Manuel Pellegrini, busca fazer história.

Provavéis escalações:

PSG : Trapp; Marquinhos, Thiago Silva, David Luiz e Maxwell; Rabiot, Motta e Matuidi; Dí Maria, Ibrahimovic e Cavani. Téc: Laurent Blanc.

Manchester City : Hart(Caballero); Sagna, Otamendi, Mangala e Clichy; Fernando, Fernandinho, De Bruyne, Silva e Navas; Aguero. Téc: Manuel Pellegrini.







Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

c