Blogroll

               

13 maio 2016

GUIA DA SÉRIE B- Saiba tudo sobre os participantes

Vai começar o Campeonato Brasileiro da Série B e as equipes lutam pelo acesso a Série A. Do Norte ao Sul do Brasil, 14 estados estão representados nos 20 clubes da Série B de 2016 e o Vasco disputará pela terceira vez o certame. Das 20 agremiações, 17 já disputaram a Série A. 

Última vez que cada equipe participou da Série A

2015 – Avaí, Goiás, Joinville e Vasco
2014 – Bahia e Criciúma
2013 – Náutico
2012 – Atlético/GO
2011 – Ceará
2007 – Paraná
2005 – Paysandu
1998 – Bragantino
1986 – Sampaio Corrêa
1985 – Brasil de Pelotas e Vila Nova
1984 – CRB
1982 – Londrina
Nunca disputaram a elite: Luverdense, Oeste e Tupi



Atlético/GO

Após ser eliminado pelo Anápolis na semi-final do Campeonato Goiano e na primeira fase da Copa do Brasil pelo Ypiranga/RS, o Atlético/ GO chega sob olhar de desconfiança da sua torcida. Após atingir a Série A e permanecer até 2012, o Dragão estagnou e quase voltou para a Série C em alguns anos. Apesar da eliminação na semifinal do Campeonato Goiano, não houve grande reformulação. A equipe aposta no treinador Marcelo Cabo, que estava no Resende, e no faro de gol de Júnior Viçosa. 
Na temporada, a equipe marcou 21 gols e sofreu 13 tendo vencido 10 partidas, além de mais cinco derrotas e três empates. 

Destaque: Márcio - Goleiro
Artilheiro: Junior Viçosa
Total a percorrer com deslocamentos: 43.090 Km
Estádio: Serra Dourada

Avaí 

O Avaí vem sofrendo com uma grave crise financeira nos últimos anos. Mesmo estando na Série A, a equipe não tinha um orçamento tão alto culminando no rebaixamento no ano passado. No estadual, o clube começou bem, mas não manteve o embalo e acabou brigando para não cair. Na Copa do Brasil, após passar com dificuldades pelo Operário/MT, o Leão sucumbiu ao Bragantino e foi eliminado na segunda fase e na Primeira Liga parou ainda na fase de grupos. O Leão inicia o torneio sem Marquinhos, que se recupera de uma cirurgia, mas conta com a experiência de William no setor ofensivo e a qualidade de Renan no gol em uma equipe reformulada e cheia de caras novas.

Destaque: William Batoré - Atacante
Artilheiro: William Batoré - 7 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 49.128
Estádio: Ressacada

Bahia

O Bahia quer a todo custo o acesso para a Série A. Após bater na trave no ano passado, o Leão quer mais que o acesso; quer o título. Após fracassar no ano passado, o Tricolor montou um time mais forte neste ano. Marcelo Lomba, Renato Cajá, Thiago Ribeiro e Hernane - atletas que disputaram a Série A do ano passado - são os principais nomes comandados por Doriva. A torcida deve abraçar o projeto e ter uma das melhores médias do certame. Apesar de ter ficado com o vice campeonato do Campeonato Baiano, a torcida está empolgada para o início da Série B. Na Copa do Nordeste, o Esquadrão de Aço foi eliminado pelo campeão Santa Cruz nas semi-finais. Na Copa do Brasil, está na segunda fase e empatou o jogo de ida com o América/MG por 0x0. 

Destaque: Hernane Brocador - atacante
Artilheiro: Hernane Brocador - 10 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 54.765 Km
Estádio: Fonte Nova

Bragantino 

O Massa Bruta brigou pelo acesso na temporada passada e quer repetir a dose este ano. Após fracassar na Série A2 do Paulista e não ficar com o acesso após ter feito a melhor campanha na primeira fase, a equipe quer surpreender e buscar o acesso a Série A depois de 18 anos. Na Copa do Brasil, o Bragantino eliminou o Brasília e o Avaí para ser o primeiro classificado a terceira fase do torneio. Um ponto positivo é que a equipe será a que menos viajará na Série B.

Destaque: Thiago Santos - atacante
Artilheiro: Thiago Santos - 12 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 39.064 Km
Estádio: Nabib Abi Chedid

Brasil de Pelotas

Após conquistar o acesso da Série C, o Xavante tem os pés no chão e vai em busca da permanência na Série B. O rubro negro aposta no caldeirão que sua torcida faz para somar pontos importantes. Desde 2009, o Brasil é o primeiro clube gaúcho a disputar a Série B e sua última aparição foi em 1985 quando fez um campanha histórica. No estadual desse ano, o Xavante foi eliminado nas quartas de final para o Grêmio. Para a disputa, contratou três jogadores: o volante Marcão, o lateral-esquerdo Marlon e o atacante Siloé, ex-Ceará, além de ter renovado contrato com o meia Marcos Paraná.

Destaque: Marcos Paraná - meia
Artilheiro: Nena - 3 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 57.374 Km
Estádio: Bento de Freitas

Ceará 

O Ceará sempre entra na Série B como um dos favoritos, mas sua campanha pífia no ano passado e o começo irregular nessa temporada deixam o torcedor com uma pulga atrás da orelha. Após um começo de ano promissor com o título da Taça Asa Branca em cima do Flamengo, o Vovô ficou de fora das finais do estadual e da Copa do Nordeste. De quebra não disputará a competição regional no ano que vem. Lisca foi embora e Sérgio Soares assumiu o comando técnico do Vozão. Após um período de inatividade sem jogos, o Ceará venceu o Joinville, fora de casa, por 1x0 pela Copa do Brasil e deu um grande passo para avançar de fase. A diretoria dispensou alguns nomes e contratou outros como o experiente zagueiro Antônio Carlos. Na linha de frente, irá contar com Rafael Costa e Assisinho (Bill, artilheiro do Vovô em 2014 com 24 gols, deve começar o campeonato como opção na reserva). Um ponto negativo para o Alvinegro são as longas viagens. O Vovô será a equipe que mais viajará na competição.

Destaque: Rafael Costa - atacante
Artilheiro: Rafael Costa - 12 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 73.668 Km
Estádio: Arena Castelão

CRB

O CRB vem com um pensamento diferente para essa Série B, pois o clube regatiano quer muito mais que brigar para não cair. O clube alagoano quer voltar a Série A após 32 anos de ausência. Após inaugurar o novo Centro de Treinamento, o Galo quer fazer valer o investimento. Na estadual, a equipe foi bicampeã e na Copa do Nordeste bateu no Sport e parou nas quartas de final.  Na Copa do Brasil eliminou o Ivinhema na primeira fase e perdeu o jogo de ida para o Vasco por 1x0 no Rei Pelé. 

Destaque: Neto Baiano - atacante
Artilheiro: Lúcio Maranhão- 10 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 62.426 Km
Estádio: Rei Pelé

Criciúma 

Após um estadual irregular e a eliminação ainda na primeira fase da Copa do Brasil para o Operário/PR, o Criciúma tenta se recuperar na única competição presente no calendário do clube no segundo semestre de 2016. Na Primeira Liga caiu ainda na primeira fase. 
A equipe aposta na mescla de experiência e juventude. Roberto Cavalo foi o responsável de livrar a equipe da Série C e conduzirá o Tigre em busca do acesso.

Destaque: Élvis - meia
Artilheiro: Élvis - 10 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 52.958 Km
Estádio: Heriberto Hülse 

Goiás

Mesmo com o título estadual em cima do Anápolis, a torcida esmeraldina anda na bronca com o time. Após ser eliminado na primeira fase da Copa do Brasil pelo River/PI e se negar a disputar a Copa Verde, o clube foca todas as suas atenções para voltar a Série A. O clube do centro-oeste do país conta com uma grande estrutura e um orçamento acima dos concorrentes para subir com folgas, mas se jogar o que vem mostrando terá muitas dificuldades. O Goiás aposta no faro de gol de Rafhaell Lucas e nos experientes técnico Enderson Moreira, o goleiro Renan, o volante Wendel e o meia-atacante Daniel Carvalho. Outra aposta é o veterano Léo Lima, de 34 anos. Contratado, ele aprimora a forma física e deverá entrar em campo em algumas semanas. O maior problema é o início de campanha. Punido pelo STJD, o Goiás só atuará no Serra Dourada na sétima rodada.

Destaque: Renan - goleiro
Artilheiro: Rafhael Lucas - 9 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 42.367 Km
Estádio: Serra Dourada

Joinville 

O Joinville vem batendo na trave no estadual (três vices seguidos), mas conquistou acessos importantes no cenário nacional. Em 2014, a equipe garantiu o título do Campeonato Brasileiro da Série B, mas foi rebaixada no ano passado e busca voltar para a elite. O clube conta também com a força do seu torcedor na Arena Joinville para ficar sempre na parte alta da tabela e voltar à Série A um ano após sua queda. A equipe conta com uma base nos últimos anos e tem como principais nomes Agenor (goleiro), Bruno Aguiar (zagueiro), Naldo (volante) e Murilo (meia). Na Copa do Brasil, o tricolor avançou no sufoco após bater o Comercial/MS na primeira fase e perdeu o jogo de ida por 1x0 para o Ceará na segunda. 

Destaque: Bruno Aguiar - zagueiro
Artilheiro: Bruno Aguiar - 7 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 44.289 Km
Estádio: Arena Joinville

Londrina 

De volta a Série B após muito tempo fora, o Londrina começou a temporada de mal com a torcida. Após um estadual irregular e uma eliminação para o Cruzeiro na Copa do Brasil em pleno Estádio do Café, a torcida espera uma Série B segura e quem sabe brigando pelo acesso. Ainda com um orçamento limitado, o time mantém a base que garantiu o acesso em 2015 e que disputou o Paranaense neste ano. A equipe tenta recuperar o atacante Keirrison e aposta na manutenção da base.

Destaque: Germano - volante 
Artilheiro: Zé Rafael - 4 gols 
Total a percorrer com deslocamentos: 43.168 Km
Estádio: Estádio do Café

Luverdense 

Mesmo com uma das piores médias de público do futebol brasileiro, o Luverdense se apega nas boas campanhas que fez para tentar uma vaga na Série A em 2017. O clube conquistou o título mato-grossense após 4 anos de jejum. O técnico é Júnior Rocha, que está no comando da equipe desde 2013, na campanha que garantiu o acesso para a Série B. Na Copa Verde, a equipe foi eliminada ainda nas oitavas de final para o Vila Nova. 

Destaque: Alfredo - atacante
Artilheiro: Alfredo - 11 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 64.946 Km
Estádio: Passo das Emas

Naútico 

O Naútico tenta ganhar a confiança do seu torcedor após parar nas semi-finais do Campeonato Pernambucano e ser eliminado na primeira fase da Copa do Brasil para o Vitória da Conquista. Em 2015, o Náutico foi o quinto colocado da Série B. Deixou o acesso escapar por uma posição - e dois pontos. A aposta é no técnico Alexandre Gallo, que foi demitido da Ponte Preta. A diretoria não quer jogar na Arena Pernambuco devido aos baixos públicos e sonha com a volta dos Aflitos. 

Destaque: Júlio César - goleiro
Artilheiro: Ronaldo Alves - 6 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 70.259 Km
Estádio: Arena Pernambuco

Oeste 

O Oeste passa por inúmeras dificuldades para começar a Série B. Após ser rebaixado no Campeonato Paulista e não ter seu estádio liberado para as rodadas inaugurais da Série B, o Rubrão reformulou todo seu elenco em busca de uma campanha sólida e sem muitos sustos. O técnico será o rodado Roberto Fonseca. 

Destaque: Brinner - zagueiro 
Artilheiro: Ricardo Bueno - 4 gols 
Total a percorrer com deslocamentos: 48.063 Km
Estádio: Estádio dos Amaros

Paraná 

O Paraná vem para a Série B com sistema tático definido e um time titular na ponta da língua do torcedor. O planejamento que vem desde o ano passado deve trazer frutos no início da competição e é nisso que o técnico Claudinei Oliveira aposta. Mesmo com a eliminação para o rival Atlético/PR, o tricolor fez boa campanha no estadual e venceu a Chapecoense no jogo de ida da Copa do Brasil por 2x1. O clube aposta na força da torcida na Vila Capanema. 

Destaque: Lúcio Flávio - atacante
Artilheiro: Lúcio Flávio - 9 gols 
Total a percorrer com deslocamentos: 44.584 Km
Estádio: Vila Capanema

Paysandu 

O Paysandu vem empolgado para a Série B do Brasileiro após conquistar o título estadual e o inédito título da Copa Verde. O Papão da Curuzu voltará a uma competição internacional depois de 14 anos. A equipe aposta na empolgação e na força da torcida para tentar voltar a Série A. A equipe comandada pelo técnico Dado Cavalcanti, que está há um ano e três meses no cargo, manteve atletas que se destacaram na temporada passada, como o goleiro Emerson, o lateral esquerdo João Lucas, o volante Augusto Recife e o atacante Leandro Cearense. O Papão apostou nas chegadas dos meias Rafael Costa, ex-RB Brasil, e Celsinho, conhecido pela semelhança física com Ronaldinho Gaúcho, além do atacante Alexandro, que estava na Ponte Preta.

Destaque: Celsinho - meio-campo 
Artilheiro: Betinho - 7 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 73.082 Km
Estádio: Mangueirão

Sampaio Correa 

Desde que subiu da Série C, o Sampaio Correa anda batendo na trave em busca do acesso. A equipe está na final do estadual e está na segunda fase da Copa do Brasil ( perdeu por 2x1 o jogo de ida para o Figueirense). Na Copa do Nordeste, a Bolívia Querida saiu ainda na primeira fase. O Tricolor aposta no técnico Petkovic que assumiu o cargo logo após a demissão de Marcelo Chamusca.

Destaque: Edgar - atacante 
Artilheiro: Edgar - 10 gols 
Total a percorrer com deslocamentos: 69.610 Km
Estádio: Castelão 

Tupi

O Tupi/MG tem o menor investimento da Série B, mas conta com o apoio da torcida que sempre comparece em bom número. O Galo conta com o rodado treinador Ricardo Drubscky, ex-Flu, Goiás e Atlético-PR, foi campeão da Série D em 2011 pelo Galo Carijó e lutará arduamente contra o rebaixamento. 

Destaque: Giancarlo - atacante
Artilheiro: Fabrício Soares - 5 gols 
Total a percorrer com deslocamentos:51.117 Km
Estádio: Juiz de Fora

Vasco 

Pela tradição e diferença de orçamentos, o Vasco já é favorito a voltar para Série A. Além disso, o clube vem de um bicampeonato estadual invicto e não perde desde o ano passado. Com Nenê e Martín Silva como expoentes técnicos, o time de Jorginho teve oito confrontos com rivais da primeira divisão em 2016: cinco vitórias e três empates. Nas duas últimas vezes que disputou a Série B: o clube foi campeão em 2009 e terceiro colocado cinco anos depois. Na Copa do Brasil está na segunda fase do torneio com grandes possibilidades de passar com facilidade pelo CRB . Jorginho foi sondado pelo Cruzeiro, mas acabou ficando na Colina. 

Destaque: Nenê - meia-atacante
Artilheiro: Riascos - 9 gols 
Total a percorrer com deslocamentos: 42.549 Km
Estádio: São Januário 

Vila Nova 

O Vila Nova é o famoso ioiô do futebol brasileiro, pois a equipe tanto sobe como desce de divisão. Após ser rebaixado em 2014, o clube voltou a Série B como campeão da C. A equipe saiu na semi-final do estadual após ser eliminado pelo Goiás e saiu nas quartas de final ao ser eliminado pelo Gama. A equipe tentará não passar sufoco e fazer uma campanha segura. A diretoria aposta na forte defesa, que sofreu apenas 12 gols no Campeonato Goiano. Na frente, nomes conhecidos como Frontini, artilheiro da equipe, e Vandinho, ex-Flamengo, são as esperanças de gol.

Destaque: Frontini - atacante
Artilheiro: Frontini - 4 gols
Total a percorrer com deslocamentos: 42.224 Km
Estádio: Serra Dourada



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

c