Blogroll

               

02 junho 2016

Os caras da Copa América





Lionel Messi

Seleção Argentina

Cinco Bolas de Ouro da FIFA, uma vez melhor jogador do Mundial, quatro Champions League e três Mundiais de Clubes são alguns dos títulos que fazem de Lionel Messi o melhor jogador de futebol na atualidade. Porém ‘la pulga’ ainda deve algo: conseguir um título com a seleção de seu país. O astro argentino chega a esta Copa América depois de conquistar La Liga e fazer uma temporada razoável (para seus padrões). Esta é sua grande chance para mudar esse roteiro sombrio que persegue os ‘hermanos’, e tentar apagar a derrota na final da última Copa América diante do Chile.

Luís Suarez

Seleção Uruguaia

‘El pistolero’ passa pelo melhor momento de sua carreira, acaba de conquistar pela segunda vez a chuteira de ouro como maior goleador da Europa e a artilharia isolada do campeonato espanhol.   Por conta do ótimo momento e por sua experiência na seleção uruguaia, grande parte da responsabilidade da celeste recai sobre Luizito. A Copa América é um torneio que lhe traz boas recordações, em 2011 ele conquistou o título e foi eleito o melhor jogador do torneio.

Daniel Alves

Seleção brasileira

O Brasil chegará a Copa América do Centenário desfalcado de seu melhor jogador, Neymar não estará presenta na competição, o atacante ficou de fora do torneio e vai reforçar a equipe olímpica brasileira em busca da inédita medalha dourada para o país. Diante da ausência do craque do Barcelona, outro jogador ‘balgrana’ é o principal protagonista do selecionado canarinho. Daniel Alves tem uma longa trajetória com a camisa verde e amarela e em especial com a Copa América, o lateral direito brasileiro vai para sua quarta participação na competição, e já teve a oportunidade de conquistar o título em 2007 na Venezuela.

Arturo Vidal

Seleção Chilena


Arturo Vidal foi um dos principais protagonistas do inédito título da Seleção Chilena na última Copa América, disputa em solo chileno em 2015. O meio campista foi um dos líderes da ‘roja’ e, apesar de alguns problemas pessoais extracampo, foi para o campo e brilhou. O jogador chega a edição do Centenário depois de uma boa temporada com o Bayern de Munique na conquista da Bundesliga e quer manter o reinado da América.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

c