Blogroll

               

27 junho 2016

Seleção da Copa América Centenário

A Copa América Centenário acabou e chegou a hora de eleger os destaques da competição que reuniu 16 seleções, terminando com o Chile campeão.

Confira abaixo a nossa seleção:

Seleção Copa América Centenário
GOLEIRO: Claudio Bravo (Chile)

O goleiro e capitão chileno, velho conhecido de Messi (jogam juntos no Barcelona) foi um dos principais destaques da seleção campeã da américa. Aos 33 anos, Bravo foi fundamental para o título com sua experiência e qualidade técnica. Incontestável.

LATERAL-DIREITO: Mauricio Isla (Chile)

Aos 28 anos, o lateral do Olympique de Marseille e da seleção chilena mostrou regularidade durante toda a competição, ajudando forte sistema defensivo da sua equipe.

ZAGUEIRO: Gonzalo Jara (Chile)

Outro titular da defesa chilena que entrou na seleção da Copa América, Jara é um zagueiro considerado baixo para os padrões atuais da sua posição (1,78m). Ainda assim, é sempre complicado vencer o camisa 18 do Chile. Sempre com muita raça, o zagueiro da Universid de Chile é conhecido por chegar firme e dar trabalho para os atacantes adversários. 

ZAGUEIRO: Nicolás Otamendi (Argentina)

O zagueiro do Manchester City é o principal defensor de sua seleção. Com qualidade no passe e boa impulsão no jogo aéreo, Otamendi costuma salvar bastante a sua seleção, além de, vez por outra, marcar seus gols.

LATERAL- ESQUERDO: Frank Fabra (Colombia)

Um dos poucos "intrusos" desta seleção formada em grande maioria por jogadores de Chile e Argentina, Fabra se destacou na lateral colombiana e foi importante para a chegada de seu país às semi-finais.

MEIO-CAMPO: Javier Mascherano (Argentina)

Mais um jogador do Barcelona nesta seleção, Mascherano é o símbolo de raça da seleção comandada por Tata Martino. É o jogador responsável pela sustentação do meio campo argentino, sempre seguro e firme na marcação. 

MEIO-CAMPO: Arturo Vidal (Chile)

Junto com Aránguiz,  Vidal comanda o meio campo chileno, sendo a referência técnica do time de Juan Antonio Pizzi. Com liberdade para atacar, o meio campo fez dois gols na competição, ajudando sua seleção a chegar ao título. 

MEIO-CAMPO: James Rodriguez (Colombia)

Outro colombiano nesta seleção, James Rodriguez conduziu sua equipe às semi-finais, marcando gols (2), inclusive. O meia colombiano de 24 anos foi principal jogador da terceira colocada da Copa América.

ATACANTE: Lionel Messi (Argentina)

Apesar de não conseguir levar a sua seleção ao título da américa, Messi foi um dos grandes destaques da competição, sendo o vice-artilheiro com 5 gols marcados. Com toda sua genialidade, o capitão argentino marcou um dos gols mais bonitos da Copa América.
ATACANTE: Alexis Sanchez (Chile)

Outro destaque da seleção campeã, Sanchez foi importantíssimo na campanha do título. Formando dupla de ataque com Eduardo Vargas, o atacante do Arsenal(ING) marcou 3 gols na competição. 

ATACANTE: Eduardo Vargas (Chile)

Se tem um jogador que aproveitou bem a Copa América Centenário para se valorizar, este é Eduardo Vargas. O artilheiro da competição com 6 gols marcados, demonstrou mais uma vez que tem faro de gol. Atualmente no Hoffenheim (ALE), Vargas pode entrar na mira de grandes clubes nesta janela de transferências.

TÉCNICO: Rafael Dudamel (Venezuela)

A Venezuela foi a grande surpresa da competição. Mesmo com suas limitações, eliminou o Uruguai e mostrou que pode evoluir ainda mais. Graças a Dudamel, os venezuelanos tem um padrão tático e jogam com ofensividade.

Gostou da  nossa seleção da Copa América Centenário? Opina aí, torcedor!

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

c