Blogroll

               

18 outubro 2016

Jair Ventura e as mudanças de um Botafogo vencedor

Resultado de imagem para Jair Ventura e melhora no Botafogo



De candidato ao rebaixamento para postulante à Libertadores, essa é a tônica do Botafogo no Brasileirão. Com Ricardo Gomes no comando técnico, o Glorioso ocupou a zona de rebaixamento até o fim do primeiro turno com apenas 23 pontos conquistados. Com a ida do treinador para o São Paulo, a diretoria do Botafogo resolveu apostar em Jair Ventura, que já vinha fazendo bons trabalhos na base, para escapar do rebaixamento.


Logo na estreia, o até então interino bateu o mentor por 1x0, no Morumbi, e não voltou mais para a zona de rebaixamento.
No segundo turno, o time de Jair Ventura sofreu apenas 5 gols e marcou em 17 oportunidades, com destaque para o vice-artilheiro do campeonato, Sassá.

Com a consistência defensiva, o Botafogo saiu da inglória briga pelo rebaixamento e figura na quinta colocação do certame, garantindo vaga na Taça Libertadores de 2017. Vale salientar, que o clube passa por uma reestruturação financeira e possui um dos menores investimentos do campeonato.

Com a disparidade financeira e técnica, o time é formado por jogadores que compõe bem o time taticamente, seja na era Ricardo Gomes ou Jair Ventura. A grande diferença dos dois técnicos é a forma de controlar o jogo. Enquanto 'RG' tinha como trunfo a manutenção da posse de bola e os passes curtos, Jair "entrega" a bola ao adversário e marca sob pressão para forçar o erro tanto que a posse de bola do Botafogo é a pior do returno.

Jair manteve a estrutura tática de Ricardo Gomes: o 4-3-1-2, mas com os laterais tendo mais liberdade e Camilo flutuando em todas as funções do meio-campo. Com o avanço dos alas, os volantes fecham os flancos e Neílton acompanha os laterais adversários.

Com 75% de aproveitamento no returno, o Botafogo caminha a passos largos para a vaga na Libertadores, principalmente se repetir as atuações consistentes do segundo turno.

                                            Análise tática sobre as virtudes de Jair Ventura no Botafogo.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

c