Blogroll

               

09 novembro 2016

O esporte antiamericano para Donald Trump


Se já não bastasse as declarações polêmicas do novo presidente dos Estados Unidos contra os imigrantes mexicanos e outras classes, o bilionário considera o esporte mais praticado no mundo um "modelo antiamericano". 

O mandatário não nega que detesta futebol e que considera um esporte de terceira linha, pois é o preferido dos latinos, um dos seus maiores alvos na campanha. 

Os Estados Unidos eram os favoritos para sediar a Copa do Mundo em 2026, mas com Trump no comando pode ser bem difícil conseguir esse feito. 




Para o presidente da Federação de Futebol dos Estados Unidos (USSoccer), Sunil Gulati, é preciso ter, além de dinheiro, estádios modernos infraestrutura e perspectiva de ótimo publico durante os jogos, um governante que apoie o esporte.

Mesmo com o sucesso da Copa América Centenário, os empresários que estão a frente do projeto podem desistir antes mesmo de lançar a candidatura. 

“O sucesso dos Estados Unidos para ter o Mundial passa pela visão de nossos líderes. Toda a percepção sobre o nosso país fica afetada por quem estiver na Casa Branca”, comentou Gulati.
Diferentemente da Copa do Mundo, a MLS (maior liga do país) não deve sofrer sanções do novo presidente, pois o dinheiro investido é 100% particular e organizada sem intervenção do poder público.  

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

c