Blogroll

               

25 fevereiro 2017

Jurgen Klopp não engoliu muito bem a saída de Ranieri do Leicester



Jurgen Klopp é um cara extremamente sincero, seu jeitão carismático, centrado, paizão dos jogadores, e acima de tudo: explosivo à beira do gramado, o transformam em um personagem diferenciado num futebol tão engessado como o que vivemos na atualidade. O comandante do Liverpool não é de bajular jogador, muito menos de esconder o que pensa, sua última grande declaração foi sobre a saída de Cláudio Ranieri do comando técnico do Leicester. O italiano, atual campeão da Premier League, foi demitido dos foxes após a derrota por 2 a 1, fora de casa, diante do Sevilla, na partida que era o jogo de ida das oitavas de final na Champions League. 

Klopp defendeu o amigo e companheiro de profissão, ainda aproveitou para linkar o assunto com outros fatos, que pelo visto já o incomodavam. 

'O que posso dizer? Se estou surpreso que coisas como essa podem acontecer? - Não - disse Klopp. "Não é apenas futebol." Para mim, houve algumas decisões estranhas em 2016/17: Brexit, Trump, Ranieri, eu tenho que entender o tempo todo? - obviamente não.

"Eu não tenho idéia por que Leicester fez isso." Todo mundo podia ver a situação no campeonato, a situação na Liga dos Campeões - nós não estamos lá dentro. Ele é uma pessoa muito especial neste negócio, um cara muito legal. Eu o conheci antes quando ele me visitou em Dortmund e conversamos muito.

"Ele é uma pessoa maravilhosa.Talvez você tenha que ir para Leicester e perguntar-lhes por que eles fizeram.

"Você viu o jogo da Liga dos Campeões e a reação depois de marcar: Era como dois jogos diferentes antes e depois da pontuação. Obviamente, eles precisavam desse gol para recuperar a sua confiança.


Contextualizando: 

'Brexit' é a abreviação das palavras em inglês Britain (Grã-Bretanha) e exit (saída). Designa a saída do Reino Unido da União Europeia.

'Trump' é Donald Trump, o bilionário americano que venceu as eleições presidenciais de seu país e agora comanda a "terra do Tio Sam".

O Liverpool será o primeiro adversário de Leicester na era pós-Ranieri no King Power Stadium na próxima segunda (27) pela 26ª rodada da Premier League.

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Precisamos cada vez mais de profissionais destacados e que se colocam diante de injustiças. Como fez o Corinthians dá era Sócrates-Casagrande e companhia. Como fez o Liverpool na era Margareth Tacher. Como fizeram Tommy Smith e John Carlos nas olimpíadas de 1968, com os punhos cerrados pro alto naquele pódio, contra o racismo que abalava a America. O esporte, como extensão da vida humana, não pode ser omisso quando a vida de milhares de pessoas está em jogo. Belíssimo texto, Abreu.

    ResponderExcluir

c