Blogroll

               

08 março 2017

Libertadores 2017: Flamengo e o desafio de mostrar a que veio





O grupo 4 da Copa Libertadores é, de longe, o mais complicado do torneio, é o tal: GRUPO DA MORTE. Flamengo, Atlético-PR, Universidad Católica e San Lorenzo irão se enfrentar em jogos de ida e volta, as quatro equipes já foram finalistas da competição, só o rubro negro carioca e o time argentino conseguiram levantar La Copa.

A libertadores é de longe o campeonato mais complicado do continente sul americano. Não existe jogo fácil, para ninguém, os adversários vão desde uma hostilização na chegada ao campo de jogo a dificuldade de atuar numa altitude.  

Rivais do Flamengo

O San Lorenzo é o "inimigo" que deverá lutar pela primeira posição do grupo com os cariocas. Os argentinos, campeões em 2014, tem um time forte e ainda mantém parte do grupo que levou o clube ao topo máximo do campeonato três anos atrás. Torrico, Ortigoza e Mercier são alguns dos remanescentes daquela conquista, além deles o time conta com: Angeleri, Coloccini, Corujo, Belluschi e Blandi como nomes fortes do clube azulgrana

O Atlético-PR, assim como o clube carioca, tem um time bem encaixado e com nomes bem experientes,veja o especial que preparamos sobre o time paranaense

O último é não menos perigoso, é a Universidad Católica. O time chileno conta com jogadores argentinos e uruguaios, ou seja, a velha catimba não vai faltar nos confrontos entre os clubes. Além disso o clube manda seus jogos num estádio bem acanhado.

Erros e Acertos

O Flamengo vem com sua base pronta há quase um ano. O treinador Zé Ricardo conseguiu encaixar um estilo de jogo onde consegue pressionar o adversário e manter a posse de bola, o time carioca quase sempre impõem sua forma de jogo diante do adversário. A forma de jogar da equipe agrada a torcida, porém a seca de títulos é algo que preocupa os rubro-negros. O grupo é recheado de jogadores experientes: Muralha, Rever, Rômulo, Diego e Guerrero formam uma base sólida. Mas o elenco não conta com grandes peças de reposição, a grande contratação do clube para a competição foi o colombiano Orlando Berrío, que teve grande destaque no vitorioso Atlético Nacional.


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

c