Blogroll

               

08 março 2017

O Palmeiras na Libertadores


O Palmeiras faz nesta terça(3) sua estreia na Libertadores 2017. O atual campeão brasileiro está no grupo 5 com Atlético Tucumán-ARG, Jorge Wilstermann-BOL e Peñarol-URU.

Resultado de imagem para palmeiras 2017

O PALMEIRAS

Como já falamos aqui no blog(clique aqui), o Palmeiras sofreu várias mudanças após o título brasileiro. O time perdeu seu treinador Cuca, o destaque Gabriel Jesus e ainda sofreu com lesões de jogadores importantes no início da temporada. Sem Moisés e Tchê Tchê  responsáveis pela organização do meio campo da equipe no brasileirão  Eduardo Baptista teve que testar novas peças, e ele têm muitas. 

Chegaram para reforçar o time: Felipe Melo, Keno, Hyoran, Michel Bastos, Raphael Veiga, Alejandro Guerra e Borja. Os dois últimos, aliás, agregam muito ao elenco na libertadores. Vindos do atual campeão da competição sul-americana, o Atlético Nacional de Medelín, Guerra e Borja foram fundamentais para o alviverde colombiano.

OS ADVERSÁRIOS

Mesmo sendo o favorito do grupo, é preciso ter cuidado, os adversários têm história, inclusive nesta atual libertadores.


Atlético Tucumán: O clube argentino de San Miguel de Tucumán, foi fundado em 27 de setembro de 1902. Apesar dos 114 anos de fundação, o time está na sua primeira competição internacional e começou fazendo história antes de chegar na fase de grupos. Após empate em casa contra o Nacional-EQU, por 2 a 2, o time passou por uma aventura antes do jogo de volta: o voo para o Equador atrasou, e o time chegou sem uniformes ao estádio. Com liberação para o utilizar o uniforme da seleção argentina Sub-20, que disputava o Sul-Americano no Equador, o clube chegou com quase uma hora de atraso ao estádio e, de forma heroica, venceu por 1 a 0. Na terceira fase, sem tanto sufoco, o Tucumán eliminou o Junior Barranquilla por 3 a 2 no placar agregado.

Escalação: O time de Pablo Lavallén deve ir a campo com: Cristian Lucchetti; Leonel Di Plácido, Bruno Bianchi, Ignacio Canuto, Fernando Evangelista; Rodrigo Aliendro, Guillermo Acosta, Nery Leyes, David Barbona (Leandro González); Cristian Menéndez e Fernando Zampedri.

Jorge Wilstermann: Fundado em 24 de novembro de 1949(67 anos), o Club Deportivo Jorge Wilstermann fará sua 17ª participação na "liberta" e conta com dois brasileiros, o zagueiro Alex Silva, o "pirulito" e o meia Thomaz, no seu elenco. Uma das equipes grandes e populares da Bolívia, o "Aviador" (por ter sido fundado por um grupo de  funcionários da companhia aérea Lloyd Aéreo Boliviano) classificou-se como o campeão do Torneio Clausura, de seu país.

Escalação: Olivares; Morales, Alex Silva, Zenteno e Aponte; Machado e Saucedo; Bergese, Chávez e Thomaz; Ríos. Técnico: Roberto Mosquera.

Peñarol: Carregando cinco(5) títulos da competição, o Peñarol é o mais conhecido dos três adversários. Nesta edição, o clube fará sua 44ª participação, dividindo  o posto de maior participante com o seu rival, Nacional(URU), que está no grupo 7, com a Chapecoense. Embora seja muito experiente e vencedor, o time uruguaio não vem fazendo jus à sua grandiosa história. A última vez que a equipe chegou a final foi em 2011, quando acabou perdendo para o Santos.

Escalação: Guruceaga; Silva, Villalba, Ramon Arias e Hernández; Pereira, Nández, Cristian Rodríguez e Costa; Junior Arias e Gastón Rodríguez. Técnico Leonardo Ramos.

A ESTREIA

A partida que marcará a estreia do Palmeiras na libertadores 2017, contra o Atlético Tucumán, também será a primeira vez que o técnico Eduardo Baptista comandará uma equipe na competição. E, logo de cara, o treinador e seus comandados terão que enfrentar o tabu de só ter vencido uma vez na competição atuando em terras argentinas. Desde 1961, quando venceu o Independiente por 2 a 0, o verdão não sabe o que é comemorar uma vitória jogando fora de casa contra os hermanos. Inclusive, na última edição da competição, o time do palestra também enfrentou um "hermano" no em seu grupo, o Rosário Central, e acabou empatando por 3 a 3, em Rosário.

O CLIMA DA PARTIDA

O Atlético Tucumán mandará suas partidas em um estádio acanhado, daqueles que a arquibancada fica muito perto do campo. Com capacidade para cerca de 30 mil torcedores, que devem fazer uma pressão enorme contra os brasileiros, o Monumental José Fierro será o local da partida.

ESCALAÇÃO

Com os desfalques de Yerry Mina, Thiago Martins, Tchê Tchê, Moisés e Fabiano, o Palmeiras deverá ter um time com mais marcação no meio campo. Ainda com uma dúvida na parte ofensiva, o time de Eduardo Baptista deve ir a campo com: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Felipe Melo, Zé Roberto, Michel Bastos(Willian) e Dudu; Borja (4-2-3-1).

Ficha Técnica

Horário:  21h45 (horário de Brasília)

Local: Estádio Monumental José Fierro

Prováveis escalações:

Palmeiras: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos e Felipe Melo; Michel Bastos (Willian), Zé Roberto e Dudu; Borja.

Atlético Tucumán: Cristian Lucchetti; Leonel Di Plácido, Bruno Bianchi, Ignacio Canuto, Fernando Evangelista; Rodrigo Aliendro, Guillermo Acosta, Nery Leyes, David Barbona (Leandro González); Cristian Menéndez e Fernando Zampedri.

Arbitragem: Mario Diaz de Vivar, auxiliado por Eduardo Cardozo e Milciades Saldivar, todos do Paraguai






Por: Mateus Marques





Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

c