Blogroll

               

03 março 2017

Zico 64 anos de um artista da bola


O torcedor do Flamengo costuma dizer que o dia 03 de Março é o Natal do Rubro-Negro. A brincadeira é parte do folclore futebolístico e remete uma alusão ao aniversário de Arthur Antunes Coimbra, o Zico, com a do nascimento de Jesus Cristo. Para os torcedores do clube carioca o galinho é o grande Messias do clube, e não é para menos, Zico não só é o maior goleador da história do rubro-negro como colocou o clube no mapa do futebol internacional. Antes do galinho pintar pela Gávea o clube já tinha a maior torcida do Brasil, já era respeitado no cenário nacional, mas não ainda não tinha, por exemplo um título nacional, enquanto o rival Vasco já havia comemorado tal feito. Os títulos e o reconhecimento vieram ao longo de dezoito anos, entre idas e vindas, de carreira no clube da Gávea (1971-1983/1985-1989). Com a camisa do Flamengo o ex-jogador conquistou dezoito títulos: 3 Taças Rio, 9 Taças Guanabara, 4 Brasileiros, 1 Libertadores e 1 Mundial.

Zico marcou 509 gols em 732 partidas pelo Flamengo, premiações individuais e títulos com o clube marcaram a trajetória do ex-jogador, que também levou sua arte para a Itália, mais precisamente em Údine, na modesta Udinese, o meia encabeçou um time aguerrido que foi capaz de bater de frente com os gigantes do futebol italiano, ao ponto de ser reverenciado até os dias atuais. No Japão ele alavancou o futebol, num país onde o beisebol é supremacia, Zico conseguiu voltar os olhares do mundo para o país nipônico e ajudou a revelar bons nomes do futebol asiático como: Nakata e Nakamura.  

O galinho distribuiu sua elegância pelos campos ao longo de vinte e quatro anos de carreira. O eterno camisa 10 da Gávea bailou pelos gramados do mundo inteiro por Flamengo, Udinese, Kashima Antlers e Seleção Brasileira. Zico não era um atacante, portanto não tinha tanta obrigação de marcar gols, mas a quantidade de vezes que o ex-jogador balançou as redes e os recordes batidos são impressionantes. Os prêmios individuais também marcaram a trajetória do ex-jogador. 

Hoje o velho Zico completa 64 anos de idade, e a torcida brasileira tem muito a agradecer pelos seus feitos. 

Obrigado, Galo.







Recordes de Zico

NA SELEÇÃO
– Maior artilheiro da Seleção Brasileira em Eliminatórias (ao lado de Romário) – 11 gols (Defendeu entre 1966 e 1989)

NO MARACANÃ
– Maior artilheiro da história do Maracanã: 333 gols (Atuou entre 1971 e 1989)
– Maior artilheiro do Maracanã em um campeonato: 30 gols – Carioca de 1975
– Maior artilheiro em uma partida no Maracanã: 29/03/1979 – Flamengo 7×1 Goytacaz (6 gols de Zico)

NO FLAMENGO
– Maior artilheiro da história do clube (1971-1983/1985-1989) – 509 gols em 732 partidas
– Maior artilheiro da história do Fla-Flu: 19 gols
– Meia com mais gols na história do Campeonato Brasileiro: 135 gols 
– Recordista de gols em uma única temporada: 89 gols em 1979 
– Recorde de premiações da Bolas de Ouro e de Prata da Revista Placar: 7 (5 Bolas de Prata e 2 Bolas de Ouro)

 NO JAPÃO
– Recordista de partidas seguidas marcando gols na J-League: 11 gols em 10 jogos consecutivos – Kashima Antlers – 1992

Fonte: Números da Bola

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

c